Mulher é presa após fingir sequestro para passar a noite com amante em motel

images39 768x538 1

Depois de forjar seu próprio sequestro para passar a noite com o amante em um motel, a jovem Marilene Alves, de 24 anos, foi presa por falsa comunicação de crime à Polícia Militar. O fato aconteceu na zona rural de Muriaé, município de Minas Gerais.

Segundo a versão da história inventada por Marilene, ela dirigia pelo bairro Dornelas quando foi abordada por dois homens armados com um revólver calibre 38, na noite de sexta-feira (1°), que entraram no veículo e a levaram até uma residência situada na zona rural, onde a mantiveram em cativeiro.

Na suposta ocasião, Marilene alegou que ficou sozinha no local, sem água e comida, e só conseguiu fugir na manhã de sábado (2), após perceber que as portas da casa estavam abertas. Ainda segundo a mulher, o carro – que estava sem estepe e caixa de som – havia sido levado pelos criminosos.

Descobrindo a farsa

Marilene teve a história desmentida após seu marido, Reginaldo dos Santos, ter visto uma foto que ela mesma havia postado em seu status do WhatsApp na noite do suposto sequestro que, em seguida, foi apagada pela mulher.

Na foto, Reginaldo acabou reconhecendo o local onde Marilene se encontrava – se tratava do mesmo motel que ele costumava levar a esposa na época em que eram namorados.

No mesmo instante, Reginaldo resolveu ligar para o estabelecimento e confirmou, com uma funcionária do local, que Marilene deu entrada no motel por volta das 22h de sexta-feira e saiu às 8h30 de sábado.

Questionada pela polícia, Marilene acabou confessando que mentiu para não ter que enfrentar o marido. Ela recebeu voz de prisão, mas já foi liberada e responderá em juízo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.