Mulher é brutalmente agredida e abusada dentro da Delegacia após receber cartas românticas.

Mulher é agredida e estuprada dentro da Delegacia Sede de Guarujá, em chocante incidente. O agressor foi preso em flagrante. Leitura indispensável para entender a urgência da luta pela segurança das mulheres.

Em um chocante incidente, uma mulher foi agredida e estuprada dentro da Delegacia Sede do Guarujá, no litoral de São Paulo.

 O agressor foi pego em flagrante

Segundo informações do portal de notícias G1, a vítima foi atacada por um homem de 52 anos, identificado como o agressor. O homem foi preso em flagrante por policiais do DP que ouviram os pedidos de socorro da mulher vindo de uma sala.

Agressor já havia visitado o local antes

Conforme as informações, o agressor teria ido ao local três vezes antes do dia do crime. No entanto, foi na terça-feira, 20 de janeiro, que ele abordou a mulher portando cartas de amor. Após imobilizar sua vítima em uma sala, ele a abusou sexualmente. A vítima lutou contra o agressor numa tentativa de resistir à agressão.

Caso é registrado como estupro

Registro do caso foi feito na própria Delegacia Sede do Guarujá, localizada na avenida Puglisi, no centro da cidade. O homem foi preso em flagrante e levado para a cadeia pública de Guarujá.

A denúncia do estupro levou a autoridades fazerem uma revisão na segurança e nos procedimentos da delegacia, para garantir a segurança de todos os que nele ingressam. Este incidente é um grave lembrete de que a violência contra as mulheres continua sendo uma realidade em nossa sociedade e que a luta pela segurança das mulheres necessita ser contínua e incansável.