Mulher diz que virou atriz pornô para fazer a vontade do marido

bab93c46b40a11cf75f9bc26ea90b35a

Mia conta que o “fetiche” de seu marido era assisti-la tendo relações com outros homens.

Retrospectivamente, a ex-empresária Ariane Moreno reconhece que foi um gesto extremado. Para tentar salvar seu casamento, Ariane criou um nome artístico, ingressou na indústria pornográfica e, em dois anos, participou de mais de 100 vídeos de sexo explícito. 

Mia Linz, como é conhecida agora, consagrou-se “rainha do anal”. Na autobiografia “Uma Mulher Livre”, que tem pré-venda disponível em seu perfil no Instagram, Mia conta que o “fetiche” de seu marido era assisti-la fazendo sexo com outros homens. 

A descoberta se deu quando os dois já estavam juntos havia oito anos e, em busca de estímulos para recuperar o desejo perdido, resolveram viver um “relacionamento aberto”. Na ocasião, tornaram-se frequentadores de clubes de swing. Não foi suficiente. Ela precisou apelar para uma terapia, digamos, intensiva. “Virei atriz pornô por causa do meu ex-marido.

 Não é algo que eu teria escolhido. A princípio, não foi por dinheiro, foi para socorrer um relacionamento em crise”, afirma ela, que tem 28 anos e um filho de 11.

Meteórica, a carreira de Mia foi do final de 2017 ao de 2019, período que corresponde à sobrevida do casamento. “A gente prolongou algo que já não dava mais para recuperar. Estava tudo errado. A liberdade aparente que ele me dava no sexo escondia um controle feroz.

 Eu só podia ficar com quem ele autorizasse, e era monitorada nas redes sociais o tempo todo”, diz.

A exposição de Mia Linz em cenas de sexo com homens, mulheres e em grupo, nas mais elaboradas posições, funcionou para estimular o ex-marido, que é músico e toca sanfona, mas “não tinha mais sentido” para ela. Porém, ao mesmo tempo em que o responsabiliza por seu ingresso no universo da pornografia, Mia faz questão de dizer que não foi levada pela submissão a ele. Admite que “tinha vontade de viver aquilo”. “Eu estava em um período de experimentação, queria explorar todas as possibilidades no sexo. Quando essa fase passou, eu me separei.”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.