Mulher de MC Kevin diz que cantor usou drogas e álcool em depoimento à polícia

mc kevin e deolane instagram

A morte de MC Kevin continua sendo investigada pela polícia. O cantor, que morreu no domingo (16), foi sepultado nesta terça-feira (18) em meio a comoção de fãs, amigos e familiares. Na segunda-feira (17), a mulher do artista, Deolane Bezerra, prestou depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o caso é investigado.

A advogada afirmou que antes de cair do 5º andar de um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste, Kevi Nascimento Bueno, de 23 anos,  usou álcool, maconha e uma droga sintética chamada MDMA, que provoca alucinações.

O delegado Henrique Damasceno pediu que, durante a necropsia no Instituto Médico Legal (IML), os peritos fizessem também o exame toxicológico no corpo do artista. Na madrugada de domingo, bem antes de cair do prédio,  MC Kevin teria usado a droga sintética após o show – que aconteceu sem autorização, segundo a Secretaria de Ordem Pública (Seop) do Rio – em um estabelecimento na zona norte do Rio.

No dia da morte de Kevin, Deolane disse que eles tiveram um “mal-entendido”, porque ela não concordava que o funkeiro pagasse  as despesas de amigos que estavam hospedados no mesmo hotel em que eles se encontravam. Ela nega a informação levantada de briga entre o casal.

No quarto 502 do hotel, MC Kevin estava fazendo sexo, regado à champanhe, com a modelo  Bianca Domingues, a quem teria conhecido na praia. Segundo Bianca, Kevin a levou para a sacada e fechou a cortina para que ficassem sozinhos. Ela desviou o olhar para o quarto e, quando percebeu, Kevin estava pendurado. Ele ainda teria tentado alcançar a sacada de baixo, dando um impulso com as pernas, o que não aconteceu. O artista morreu por trauma craniano devido a ação contundente.

Durante o velório MC Kevin, Deolane Bezerra  fez um desabafo e “culpou” as amizades do cantor pelo acidente que matou o marido. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.