Mulher ateia fogo no companheiro e diz que não aceita ser traída

images 12 2

A mulher tentou resistir à prisão e a PM precisou segurá-la pelos braços; o homem foi socorrido pelo Samu

Uma mulher de 52 anos foi presa após atear fogo no companheiro, de 62 anos, na madrugada desta segunda-feira (13). Aos policiais, a mulher contou que estava sendo traída.

Conforme o G1, o caso aconteceu em um hotel no centro de Belo Horizonte (MG). A recepcionista do local disse que houve uma discussão entre os dois na manhã de domingo (12). Quando o homem chegou ao estabelecimento nesta madrugada, perguntou pela suposta agressora e, com a negativa, foi para o quarto.

A mulher também subiu pouco depois dizendo que não aceitava ser traída. Neste momento, a vítima estava deitada na cama quando, de repente, ela jogou álcool em seu corpo e se aproximou com um papel em chamas, provocando o fogo.

Outro hóspede o ajudou, jogando água no corpo dele e no colchão queimado. A mulher confessou o crime e disse que era traída pelo companheiro, além de já ter sido agredida por ele outras vezes. Ela apresentava sinais de embriaguez, segundo a reportagem.

O homem foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A suspeita tentou resistir à prisão e não quis entrar na viatura para ser medicada e levada à delegacia. De acordo com a PM, foi necessário segurá-la pelos braços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.