MPF cobra explicações de governador petista do Ceará sobre vacinas não aplicadas

698 2

O Ministério Público Federal (MPF), na última quinta-feira (15), cobrou explicações do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), sobre a demora na vacinação contra o vírus chinês no estado. O órgão concedeu à autoridade local o prazo de 10 dias para se manifestar.

O documento reforça que, “com o avanço da pandemia de covid-19 e a necessidade urgente de imunização da população, solicito a Vossa Excelência esclarecimentos sobre as razões da discrepância entre o quantitativo das doses enviadas a esse Estado e a sua efetiva aplicação”.

Até o momento, segundo o MPF, o estado do Ceará recebeu 1.761.172 doses de vacina e aplicou apenas 1.198.847. Dessa forma, ainda não foram aplicadas 562.325 doses.

Já o governador petista, após receber o 14º lote de vacinas, com um total de mais de 234 mil doses, na madrugada desta sexta-feira (16), disse que superou “a marca de 1,5 milhão de doses aplicadas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.