Morre, aos 87 anos, a atriz Eva Wilma, vítima de câncer no ovário

Um dos grandes nomes da dramaturgia brasileira, a atriz Eva Wilma morreu hoje (15) aos 87 anos. Ela havia sido diagnosticada com um câncer no ovário, e estava na UTI desde a semana passada. A confirmação da morte foi feita pelo ator Tuca Andrada, em suas redes sociais.

Marcus Montenegro, agente da atriz, também confirmou o falecimento por meio de nota publicada no Instagram.

https://www.instagram.com/montenegrotalentsoficial/?utm_source=ig_embed&ig_rid=56c2a4e8-d855-4451-9c5c-3564f1c4fd89

Em janeiro, ela havia ficou internada durante 21 dias – nove deles na UTI – por causa de uma pneumonia, no Hospital Vila Nova Star, também em São Paulo. Cinco anos atrás, a artista teve embolia pulmonar.

Carreira

Eva iniciou sua carreira como bailarina clássica aos 14 anos. Prodígio, logo entrou para o elenco do São Paulo Ballet.

Não demorou para receber um convite para o teatro, que veio através de José Renato, produtor e diretor do TBC (Teatro Brasileiro de Comédia). Eva aceitou, e passou a atuar no Teatro Arena, um dos mais importantrs grupos teatrais do país entre as décadas de 1950 e 1960.

NA TV, Eva Wilma estreou em 1953, quando Cassiano Gabus Mendes convidou-a para atuar no seriado “Namorados de São Paulo”, ao lado de Mário Sérgio. Em mais de 60 anos de carreira, deu vida à personagens icônicos na TV brasileira, como as gêmeas Ruth e Raquel na primeira versão de “Mulheres de Areia” e Dinah na primeira versão de “A Viagem”, além de ter protagonizado o seriado “Alô, Doçura!” (inspirado no sitcom americano I Love Lucy), ao lado de seu primeiro marido, o ator John Herbert.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.