Monique planejou casar e ter filho com Jairinho após morte de Henry

Sem titulo 432

A morte do menino Henry Borel, em 8 de março, não impediu o então casal formado pelo médico e ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, e pela professora Monique Medeiros de planejar o futuro. Assessora da família de Jairinho há 30 anos, Cristiane Isidoro deu detalhes do relacionamento do ex-casal em depoimento no 2º Tribunal do Júri, nesta terça-feira (14/12).

“Inclusive um dia, dentro do carro, Monique disse para o Jairinho: ‘Amor, você vai reverter a vasectomia e vamos nos casar’”, revelou Cristiane ao promotor Fábio Vieira. O diálogo ocorreu após a morte do menino de 4 anos e antes da prisão do ex-casal, em abril deste ano.

Em seguida, o advogado Igor Carvalho, que representa o engenheiro Leniel Borel, assistente de acusação do Ministério Público, voltou a questionar Cristiane sobre o comportamento da professora.

“Estávamos no carro, indo para a casa do advogado [André França Barreto], no Leblon, quando ela, carinhosamente, passa a mão no braço dele e verbaliza: ‘Amor, você vai reverter a vasectomia e vamos nos casar’. Jairinho então responde: ‘Vamos, sim, amor’. E depois ela ainda diz: ‘E vai ser no papel’”, disse a assessora.

Cristiane contou ainda que o pai de Jairinho, o deputado estadual Coronel Jairo (SDD), foi seu primeiro patrão, quando ela tinha 15 anos. A mulher foi a quinta testemunha a ser ouvida na segunda audiência do caso.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.