Mercado imobiliário: Leblon é o bairro com os imóveis mais caros do país. Confira o ranking

Metro quadrado no bairro carioca chegou a R$ 22 mil em 2023. Em segundo vem Ipanema, com valor de R$ 21.348. Em São Paulo, bairro mais caro é Itaim Bibi
Os imóveis residenciais fecharam o ano de 2023 com aumento acumulado de 5,13%. E apesar do Rio de Janeiro ser a capital com menor índice de variação de preço — os preços subiram apenas 1,42% —, a cidade abriga o bairro com o metro quadrado mais caro do país: o Leblon. É o que aponta o índice FipeZAP, que acompanha os preços de imóveis residenciais em 50 cidades anunciados na internet, incluindo 16 capitais.
Para comprar um imóvel no bairro carioca é preciso pagar, em média, R$ 22.544 /m². No Leblon, de acordo com o índice, os preços subiram 2,4% no custo nos últimos 12 meses. Ipanema vem em segundo lugar no ranking, com o metro quadrado custando R$ 21.348.
Completa o pódio com os imóveis residenciais mais caros do país os bairros Itaim Bibi (R$ 17.118 /m²), em São Paulo.
Na capital em que os imóveis mais se valorizaram em 2023, com uma alta de 16% , o bairro de Maceió mais caro é Pajucara, custa em média R$ 9.617 /m². Em seguida aparecem Ponta Verde (R$ 9.272 /m²) e Jatiuca (R$ 9.207 /m²).