Menino de 15 anos urina sangue após enfiar cabo USB no pënis e objeto ficar preso no membro

Screenshot 20210917 170918

Garoto tentava medir o órgão e precisou passar por cirugia para remover o objeto

Um adolescente de 15 anos que vive em Londres, na Inglaterra, ficou com um cabo USB preso no pënis enquanto tentava medir o membro. O caso, que não identifica o garoto, nem quando ocorreu o incidente, foi relatado por médicos na revista científica “Urology Case Reports”.

 A equipe médica que tratou dele precisou realizar uma cirurgia para remover o fio eletrônico da uretra do jovem. A publicação narra que o menino tentou retirar o cabo sozinho, mas acabou ficando com “as duas pontas penduradas em seu membro”. Ele procurou ajuda médica após urinar sangue. 

A família o levou a um hospital desconhecido, que, posteriormente, o encaminhou para o University College Hospital London, para tratamento adequado. A cirurgia, conforme os médicos, ocorreu a partir de um corte entre a genitália e o ânus do adolescente, o que permitiu que o cabo USB fosse retirado.

Apesar da situação incomum, o garoto não precisou de maiores cuidados e recebeu alta médica no dia seguinte à cirurgia. Contudo, houve acompanhamento médico por duas semanas e pode ser preciso cuidados posteriores. 

Os profissionais da saúde explicaram no texto que “inserir objetos n pënis pode causas riscos e condições como ereções dolorosas por tempo indeterminado, danos aos tecidos que compõe o órgão e urinar sangue constantemente”.

“Não existiam evidências de transtorno psiquiátrico e a ‘medição’ foi apontada como a causa da inserção. Isso constituiu outro caso de curiosidade sᕮxual resultando em uma emergência urológica desafiadora, gerenciada efetivamente com cirurgia aberta e sem complicações de curto prazo”, conclui o papper.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.