dentro

Médico se engana e faz vasectomia em criança de quatro anos

O que deveria ser mais um procedimento cirúrgico corriqueiro acabou tomando grande dimensão quando uma cirurgiã cometeu um erro médico em uma criança de apenas 4 anos no Hospital Infantil do Texas, nos Estados Unidos.

De acordo com o canal Fox 4, o garoto entrou no hospital em agosto do ano passado para fazer uma laparoscopia e retirar uma hérnia na virilha, um procedimento pouco invasivo no qual o paciente tem alta no mesmo dia.Mas, segundo o advogado da família, a médica Suzan Jarosz cometeu um erro primário durante a cirurgia e acabou fazendo uma vasectomia no menino.

O advogado que representa a família disse que a médica não tem histórico de negligências e também não há queixas de pacientes, mas ela não conseguiu identificar com precisão a anatomia que deveria ser cortada.

“Acreditamos que o cirurgião cortou acidentalmente o ducto deferente, um dos tubos que transportam o sêmen reprodutivo. Isso pode afetar esse jovem pelo resto da vida”, disse o advogado Randy Sorrels, que está processando o hospital.

A própria médica, segundo a mídia local, reconheceu o erro assim que concluiu a cirurgia e pediu desculpas à família.Na ação que move contra o hospital, a família do garoto questiona como a cirurgia pode afetar a capacidade da criança de ter filhos no futuro e as consequências emocionais que podem acarretar.

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.