Médico é acusado de deformar o nariz de pelo menos seis pacientes

Sem titulo 169

O cirurgião plástico Alan Landecker é suspeito de ter deformado pelo menos seis pacientes em São Paulo. O médico é especialista em rinoplastia, um procedimento estético que muda o formato do nariz.

A ex-modelo Sarah Cardoso realizou uma rinoplastia em outubro de 2020. Ela buscou os profissionais mais renomados no mercado e escolheu Alan, mas o resultado ficou longe do esperado. Além disso, uma parte próxima ao septo não cicatrizava por conta de uma infecção. A correção foi feita pelo mesmo médico em fevereiro deste ano. Logo depois, ela teve uma nova infecção e um inchaço na ponta do nariz.

“Ele me passou antibióticos pra eu tomar, sem fazer exames, sem saber o que eu tinha, e nesse tempo, meu nariz derreteu completamente”, afirma a ex-modelo, que compartilhou sua experiência nas redes socias e chamou a atenção de quem passou por problemas parecidos.

Além de Sarah, pelo menos outras cinco pessoas já prestaram queixa contra Alan na polícia, e outras 17 dizem ser vítimas de complicações após procedimentos de rinoplastia feitos pelo médico. A defesa dele alega ter conhecimento de três pacientes.

“Existem provas que, além desses pacientes terem abandonado o tratamento pós-cirurgico, eles não tomaram os cuidados necessários, se expondo a praias e animais domésticos, que podem ter sido os causadores dessas infecções”, afirma Daniel Bialski, advogado do cirurgião.

A Polícia Civil e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo investigam as eventuais responsabilidades de Alan Landecker. O médico faz parte do corpo clínico de alguns dos principais hospitais da capital paulista. Por causa das denúncias, ele foi impedido de realizar cirurgias nestas unidades.

VEJA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.