Me criticaram bastante, Jailson relembra momentos da carreira no Palmeiras

O goleiro Jailson, do Palmeiras, relembrou momentos da carreira durante entrevista ao jornal Link Vanguarda, da TV Vanguarda, afiliada da Rede Globo. No bate-papo, o arqueiro contou como foi o início da trajetória no futebol, a chegada ao Palmeiras e comentou o que gosta de fazer nas horas de lazer.

PUBLICIDADE

Natural de São José dos Campos, Jailson se profissionalizou em 2000, no Clube Atlético Joseense, aos 20 anos.

“Jogava amador. Daí surgiu a oportunidade de fazer um teste no Joseense, em 2000. No primeiro teste, no primeiro treino, o pessoal olhou e falou: “esse tem futuro”. Foi quando comecei. Eu tinha 20 anos. Comecei tarde, não tive base, nada. Virei profissional com 20 anos, no Joseense”, contou.

Após a passagem pelo Tigre do Vale, o arqueiro atuou por Campinense, Ituano, Guaratinguetá, Oeste, Ceará e chegou ao Palmeiras em 2014. Jailson foi uma indicação do técnico Dorival Júnior, que dirigiu o Alviverde à época. O goleiro diz ser eternamente grato ao treinador.

“Tudo tem um momento certo. Cheguei com 33 anos no Palmeiras, nunca tinha jogado uma Série A. Pessoal falou: “pô, vai trazer um goleiro de 33 anos?”. Me criticaram bastante. Entrou em um ouvido, guardei. Tudo o que ouvi, para mim foi combustível. Fiquei um ano e meio só treinando. Quando apareceu a oportunidade, foi no Brasileiro de 2016. Palmeiras estava há anos sem ganhar nada. Daí a bomba chegou na minha mão. Falei para minha esposa: “e agora?”. Ela disse que tinha treinado tanto e que era pra ir lá e dar conta do recado”, relembrou.

Além do título Brasileiro, Jailson conquistou outros títulos com o Palmeiras, como do Campeonato Paulista, da Copa do Brasil e da Libertadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.