MC Mirella é testemunha em investigação de Exploração Sexual pela Polícia Federal

mc mirella 2

MC Mirella foi intimada como  testemunha em uma investigação da Polícia Federal em andamento na 1ª Vara da Justiça Federal de Sorocaba (SP), contra uma quadrilha de exploração sexual, com envolvimento até da modelo Nubia Oliiver.

A cantora, que está participando do ‘Power Couple 5’ na Record, já foi ouvida na Polícia Federal na investigação da Operação Harém BR, que tem por objetivo desarticular um grupo criminoso voltado ao tráfico de mulheres para fins de exploração sexual.

A  advogada Adélia Soares falou no Fantástico na noite deste domingo e afirmou que Mirella não passou de vítima.  “Não existe qualquer investigação ou acusação contra a Mirella, é importante ressaltar isso…  Ela já contribuiu com seu testemunho, várias outras pessoas também vítimas da quadrilha foram ouvidas. No que poderia, a Mirella colaborou com a investigação para que a justiça se cumpra”, afirmou.

Mirella também chegou a ser acusada de aliciar uma adolescente de 17 anos. Ela teria oferecido R$ 5 mil para que a garota se encontrasse com Wissam Nassar. A funkeira foi investigada pelo Ministério Público Federal. Porém foi comprovado que ela também foi vítima da quadrilha quando era adolescente.

No dia 27 de abril, a Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão preventiva conectados à Operação Harém. Destes últimos, cinco mandados foram cumpridos fora do país, com a assistência da Interpol. Entre os países estão  Paraguai, Estados Unidos, Espanha, Portugal e Austrália.

Algo errado com esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.