Manifestações de 1º de maio dão força para Bolsonaro, diz ministro Ramos

bolsonaro ramos 868x644 1
Presidente Jair Bolsonaro participa da cerimônia de promoções novos de oficiais-generais das Forças Armadas., no Palácio do Planalto. Sérgio Lima/Poder360 08.042021

O ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, publicou em sua página oficial no Twitter que as manifestações favoráveis ao governo ocorridas no último sábado (1º.mai.2021) “dão forças” para o presidente Jair Bolsonaro continuar o seu governo. Ele escreveu a declaração neste domingo (2.mai).

“O povo trabalhador continua ao lado daquele que nunca o abandonou e sempre defendeu o direito ao trabalho. Essa é a mensagem das ruas nesse 1°de maio“, publicou Ramos. E completou: “As imagens de ontem dão forças para nosso PR continuar a incansável luta pelo Brasil e pela LIBERDADE dos brasileiros“.

ATOS DE 1º DE MAIO

Nesse sábado, data em que se comemorou o Dia Internacional do Trabalhador, diversas capitais brasileiras registraram a ocorrência de manifestações pró-governo.

Os militantes vestiam roupas nas cores verde e amarela e empunhavam faixas que pediam o fim da corrupção, a criminalização do comunismo, defendiam o voto impresso e proferiam ataques ao STF (Supremo Tribunal Federal). O grupo também gritava palavras em apoio a Jair Bolsonaro e dizia que “autorizava o presidente a agir”, em resposta à uma fala de Bolsonaro sobre “esperar uma sinalização da população para tomar certas atitudes”.

Bolsonaro sobrevoou a Esplanada dos Ministérios na manhã desse sábado. O chefe do Executivo saiu às 11h do Palácio da Alvorada e seguiu em direção à região central de Brasília, onde apoiadores se manifestavam a favor do governo. Às 11h40, a aeronave retornou à residência oficial.

À tarde, compartilhou em sua página oficial do Facebook um vídeo de outra manifestação pró-governo, realizada na Avenida Paulista, em São Paulo.

O registro mostra milhares de pessoas aglomeradas, algumas sem máscaras. A proteção facial é obrigatória em locais públicos. Na 5ª feira (29.abr), o Brasil ultrapassou a marca de 400 mil mortes por covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. Abril é o mês mais letal da pandemia no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.