Mãe mata o próprio filho recém-nascido a machadadas em Codó.

O recém-nascido, identificado como Cristiano Ronaldo, tinha 23 dias de vida. O caso chegou a população maranhense.

Uma mulher de 36 anos, foi presa no início da tarde desta quarta-feira (03), acusada de matar o próprio filho que tinha 23 dias de vida, na cidade de Codó, distante 290 km de São Luís, no Maranhão.

 

O recém-nascido, identificado como Cristiano Ronaldo, foi morto com golpes de machado, nas primeiras horas da manhã desta quarta. O crime foi descoberto pelo pai, que ao acordar estranhou a ausência da mulher, foi até o quintal e se deparou com a tragédia.

Em entrevista à Rede Meio Norte, o Rômulo Vasconcelos, da 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil em Codó, a acusada preferiu ficar em silêncio durante o depoimento. O pai prestou esclarecimento a respeito do caso e contou como encontrou o filho morto.

“A criança foi encontrada no terreiro da residência por volta de 4h40 da madrugada com dois golpes de machado no pescoço e um na orelha. Acreditamos que ela já tinha problemas de depressão, ela tem uma irmã já internada com depressão.  Ela foi autuada em flagrante pelo crime de infanticídio. Agora ela será encaminhada à justiça, que decidirá como prosseguir com o caso. A Justiça deve enviar ela para laudo médico e psiquiátrico” , detalhou o delegado.

O pai da criança contou em depoimento à polícia, que a mulher pegou o recém-nascido e foi para a área externa da casa, sendo que ao retornar, a mulher foi indagada pelo esposo sobre o paradeiro da criança, momento em que ela falou que tinha matado o filho.

O homem então pediu socorro aos vizinhos, que amarraram a mulher e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a PM. Ela ainda tentou matar uma filha de 9 anos e tirar a própria vida.

A mulher foi encaminhada ao sistema prisional do Maranhão. O corpo do recém-nascido foi recolhido e levado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Fonte :