Mãe faz teste de DNA e descobre que filha de 7 anos não é biológica

Sem titulo 194

Uma mulher, de 36 anos, descobriu que a filha, de sete anos, não é sua filha biológica após realizar um teste de DNA. Ela acredita que a menina tenha sido trocada por outro bebê na maternidade do hospital regional de Planatina (DF) em maio de 2014. 

O pai da criança desconfiava de que ela não era sua filha pelas diferenças físicas, então, fez um teste de DNA escondido da ex-companheira e o resultado foi negativo para a paternidade.

Ele pediu a retirada de seu nome na certidão de nascimento após o resultado. Mas, para provar que não havia sido infiel, Geruza Fernandes também se submeteu ao teste, que atestou que ela não era sua filha biológica. 

Fernandes levou o caso à Justiça, que viu a situação como troca de bebês e determinou a indenização de R$ 300 mil por danos morais. O Governo Federal negou o caso e recorreu ao processo, mas não obteve sucesso.

A mãe relata que a filha já sabe da situação. “Ela é muito inteligente. Ela percebeu e eu mesmo contei, mesmo sem ajuda de um psicólogo. Não tinha mais como esconder dela”, conta.

O inquérito que pode identificar a filha biológica de Geruza está sob sigilo. Na última semana, ela foi intimada a fazer um novo teste de DNA. Desta vez, o exame será realizado no Instituto de Pesquisa de DNA Forense da Polícia Civil.

VEJA A REPORTAGEM:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.