Mãe entra na sala de casa e flagra filha de 13 anos fazendo sᕮxo oral no padrasto bombeiro.

show48724363161BC6F49BA82C268B995FB7D24

O crime teria acontecido no dia 5 de setembro, em Rondonópolis. Mãe da menina denunciou, e o militar foi preso preventivamente no último dia 20.

Sargento do Corpo de Bombeiros, identificado como A.C.M., 45, foi preso preventivamente pela Polícia Civil no dia 20 acusado de ter abusado a enteada de 13 anos. O crime teria acontecido no dia 5 de setembro, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá).

A denúncia teria sido feita pela mãe da adolescente. Ela relatou que convive com o sargento há cerca de um ano e meio. No dia 5, o casal saiu com a adolescente e com outro filho, de 3 anos, para um balneário da região.

Ao retornar para casa, a mulher deixou os dois na sala e quando retornou, segundo a denúncia, a menina encontrou menina fazendo sᕮxo oral no militar.

O militar ainda tentou justificar dizendo estar alcoolizado.

Após o fato, a mãe descobriu que desde meados de junho de 2021 o sargento teria pedido para a adolescente fazer chamadas de vídeos nua enquanto tomava banho. Já em agosto, ele teria feito sᕮxo com a menor.

A menina ainda teria dito que fez sᕮxo com o militar outras vezes.

O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.

Em nota, o Corpo de Bombeiros afirmou que medidas administrativas já estão sendo tomadas, como já foi instaurada sindicância pela Corregedoria Geral da corporação.

Confira a nota completa:

“O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso vem em nota esclarecer que tomou conhecimento das acusações que pesam em desfavor do militar em questão.

O bombeiro militar se apresentou voluntariamente ao Comando da Corporação após ter ciência do Mandado de Prisão expedido em seu desfavor; atualmente, o bombeiro cumpre a prisão preventiva em unidade militar.

Os fatos, se comprovados, não se tratam de crime militar, portanto estão sendo apurados através de Inquérito Policial da Polícia Judiciária Civil. Contudo, as medidas administrativas estão sendo tomadas de modo que já foi instaurada Sindicância pela Corregedoria Geral do CBMMT, com intuito de apurar as ações residuais.

O Comando da Corporação ratifica que não coaduna com qualquer conduta ilícita ou imoral, principalmente envolvendo Bombeiros Militares, e apura toda e qualquer denúncia fundamentada e que as responsabilidades apuradas obedecem fielmente os limites da lei.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.