Mãe é presa suspeita de esfaquear a filha de 3 anos e jogar o corpo em saco de lixo

suspeita esfaquear filha 375x250 1

Segundo a polícia, a mulher não demonstrou nenhuma emoção ao ser informada da morte da filha pela polícia e é considerada a principal suspeita do crime.

Uma jovem de 22 anos foi acusada de matar sua filha de 3 anos esfaqueada e colocar o corpo em um saco de lixo, em Michigan, Estados Unidos. Justine Johnson foi presa depois que seu irmão viu o pé da criança saindo do saco de lixo, dentro de sua casa em Oscoda, na última sexta-feira.

O irmão disse aos policiais que perguntou a Johnson onde a pequena Sutton Mosser estava um dia antes, mas ela teria dito a ele para “cuidar da própria vida”. Os policiais informaram ainda que encontraram o corpo da menina dentro da sacola quando vasculharam a casa.

Justine, que não estava em casa quando a polícia fez a descoberta, foi localizada cerca de quatro horas depois, caminhando nos trilhos da ferrovia perto de sua casa. Segundo o NY Post, ela teria dito aos policiais que não queria falar sobre a morte da filha. Os policiais observaram que Justine “não teve nenhuma reação à notícia de sua filha ter morrido e parecia sem emoção”.

A menina morava com a avó, mas Justice costumava visitá-la com frequência, de acordo com a polícia. Ela foi acusada de homicídio e abuso infantil em primeiro grau e está detida, sem direito a fiança, na Cadeia do Condado de Iosco.

“Aquele bebê me amava mais do que qualquer coisa. Ela era tão próxima de mim que sempre esperava que eu voltasse do trabalho para casa. Ela estava cheia de vida. Ela era muito inteligente. Conhecia tantas cores [e] podia contar quase até 30”, afirmou Alisa Johnson, a avó da bebê.Em entrevista ao WNEM, Alisa disse acreditar que sua filha, Justine, é inocente.

“Justine amava Sutton de todo o coração. Ela nunca deixaria ninguém machucar aquele bebê. Ela sempre estaria lá para ela. Ela nunca fez nada para machucá-la. Eu quero uma investigação justa para a minha filha. Eu quero que minha neta tenha a justiça adequada.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.