dentro

Mãe diz que matou filha de 11 anos após descobrir que ela não era mais virgem

No início deste final de semana, uma moradora da cidade de Timbó, em Santa Catarina, confessou à Polícia Cívil que teria matado a própria filha de 11 anos com socos e chutes na madrugada da última quinta-feira, 14, após ela “tomar conhecimento de que a filha tinha um relacionamento e era sᕮxualmente ativa”.

De acordo com a polícia, a menina identificada como Luna Nathieli Bonet Gonçalves chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos diversos ferimentos.Os médicos constataram que Luna possuía diversas lesões no corpo e sangue na roupa íntima. 

Embora inicialmente, a mãe e o padrasto tenham alegado que a criança havia caído da escada, a necropsia apontou que havia ferimentos nos braços e pernas, contusões internas e externas no crânio, no pulmão, no baço, nas alças intestinais, além de laceração no órgão genital da menina.

Outro trecho da perícia também identificou sangue na casa em que a menina vivia, perto do quarto de Luna, no sofá, em uma toalha e na fronha utilizada por ela. A perícia também identifica que foi encontrada uma calça masculina no local.

Diante das contradições com relação à versão de que ela teria caído da escada, a mãe decidiu confessar o crime em um segundo depoimento.

A mulher e o padrasto foram presos preventivamente e agora a polícia trabalha para identificar se o homem teve envolvimento nas agressões, e se houve crime contra a dignidade sᕮxual da menina ou algum abuso feito pelos familiares.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.