dentro

Mãe denuncia professor de inglês por abuso contra filha de 6 anos; “Beijou ela na boca”

Um professor de inglês de uma escola particular foi detido na última quarta-feira (15), em Beberibe, município localizado no estado do Ceará, após ser acusado de abuso sᕮxual contra suas alunas. Dentre as denúncias mais recentes, está a de uma mãe que afirma que o homem teria beijado sua filha na boca.

Em entrevista, a mulher relatou que o fato ocorreu em 2018, porém não fez uma denúncia formal na época porque não queria expor a filha. No entanto, quando as demais acusações vieram à tona, ela procurou a polícia para compartilhar detalhes do que havia acontecido.

De acordo com o relato pela mãe da estudante, quando o pai foi buscá-la na escola, a criança estava chorando em uma sala e embora tenha resistido inicialmente, acabou contando o que havia acontecido. “Ela falou que ele tinha beijado ela na boca”, contou.

A detenção do professor

A prisão do funcionário da escola particular aconteceu após outras responsáveis o denunciarem e afirmarem que as filhas foram tocadas pelo professor.

“Até que aconteceu de novo e uma das mães ficou sabendo da minha história, e veio me pedir ajuda, aí eu não neguei em ajudar. […] Hoje ela [a filha] está bem, já tem dez anos. A gente conversou com ela, disse que ele foi preso e ela agradeceu demais, disse que não aguentava mais ver ele pelas ruas, porque todas as vezes que ela via ela ficava muito nervosa”, disse a mãe da criança.

Mais uma denúncia contra o professor

Outra mãe de uma estudante também realizou sua denúncia e relatou um fato ocorrido este ano. À TV Verdes Mares, a mulher disse que a filha contou que queria ir para a escola todos os dias, menos de sexta-feira.

Em sua entrevista, a mãe da menor, que é uma aluna nova na unidade de ensino, reforçou que em um primeiro momento pensou na possibilidade de que a filha poderia ser vítima de bullying, mas a criança confirmou que na verdade a incomodava o comportamento do professor de inglês.

“Toda vez que eu vou mostrar a tarefa no birô dele, ele passa a mão na minha perna, com uma mão ele segura o caderno, e com a outra ele fica passando nas minhas pernas, aí ela mostrou como ele fazia”, lembrou a mãe da estudante.

Por sua vez, a mulher contou que tirou a filha da escola e que ela aparenta estar bem, mas não gosta de lembrar o tema. “‘Mãe, tudo bem, eu só não quero ir para aquela escola’”, finalizou.Com informações do G1.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.