Mãe de Lázaro relata última ligação do filho e revela que vem sofrendo ameaças: “Não consigo viver mais”

M e de Lazaro Barbosa Chacina em Ceilandia

Eva Maria Sousa, mãe do fugitivo Lázaro, que é suspeito de assassinar quatro pessoas em Ceilândia, no Distrito Federal disse que ainda tem esperança que o filho se entregue à Polícia. Ela relatou a última conversa que teve com o filho por telefone e relevou que vem sofrendo ameaças.

“Ele entrou em contato uma vez, por telefone. Eu estava muito nervosa e perguntei pra ele: ‘Cadê a mulher?’ [Cleonice, que estava desaparecida à época]. Ele disse ‘Não sei, não está comigo’. Depois, não falou mais nada e desligou quando falei para ele que meu telefone estava rastreado”, revelou a mãe.

Segundo ela, a ligação aconteceu de um número desconhecido. Ela tentou retornar a chamada, mas não obteve êxito. Esse foi último contato entre ela e o filho desde o início das buscas, em 9 de junho.

A mãe revelou ainda que, por conta de pessoas que querem fazer justiça com as próprias mãos, a família tem trocado de telefone e de endereço com frequência.

“Está muito difícil. Não tenho cabeça para nada. Não consigo viver mais. Para mim, a vida acabou”, desabafou.

Eva Maria e o marido moravam em Águas Lindas-GO e trabalhavam como caseiros em uma chácara, mas se mudaram para o interior da Bahia após a repercussão do caso. A família tem sobrevivido à base de doações, depois que muitos conhecidos se afastaram após descobrirem a ligação familiar entre Eva Maria e o foragido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.