Luciana Gimenez confirma receber dinheiro do governo: "Não sou só eu"

3lvzc25euk4f1o4czcxosakl6

Nas últimas duas semanas, esta coluna vem tentando marcar um papo com Luciana Gimenez para falar de dois assuntos que ocuparam a imprensa recentemente: o primeiro é um dito dinheiro que a apresentadora da RedeTV! teria recebido do Governo Federal . O outro é seu novo programa de namoro. Mas a agenda a apresentadora estava cheia e sua equipe prometeu nos procurar quando fosse possível. Para a surpresa desta colunista, a própria Luciana, que atualmente está de férias com os filhos, entrou em contato para ter a conversa a seguir:

Luciana, obrigada pelo contato. Confesso que achei que esse papo não fosse acontecer, mas quero começar essa conversa perguntando: como é a sua agenda?

Continua após a publicidade

Fábia, eu que te peço desculpas, mas você, como mãe, vai me entender. Apesar das pessoas acharem que tenho uma vida de estrela, minha agenda anda corrida esses dias porque como começaram as férias dos meninos. Tive que adiantar as gravações do ‘Superpop’, as reuniões do novo programa, além das minhas atividades de trabalho fora da TV. Fora as coisas casa que tomam muito do meu tempo. Mas agora estou aqui no meu período que mais amo, estar em férias com os meus meninos. Você não imagina o quanto eu amo isso. Faço atividades com eles durante o dia e procuro me dedicar 100%, mas nos poucos momentos livre que me sobram, aproveito para colocar em dia algumas coisas que deixei pendentes. Mas nada que nós, mães e mulheres, já não estejamos acostumadas a nos desdobrar em várias versões nossas.

Recentemente foi noticiado que você teria recebido dinheiro, assim como outros apresentadores, do Governo Federal. É verdade?

Olha, eu pensei muito se iria falar sobre isso, mas acho importante as pessoas entenderem o que aconteceu. Eu te digo, para mim, Luciana, honestidade não é qualidade; é obrigação. Dito isso, eu te pontuo que sou contratada de uma emissora e cumpro todos os merchandising que são fechados para os meus programas, entre eles os do Governo Federal. Nesse ponto acho importante deixar bem claro que faço merchandising para o Governo Federal desde 2004. Não foram nos últimos 3 anos que essas prestações de serviços começaram. Mas claro que, para algumas narrativas tendenciosas fazerem sentido na mídia, esse fato é excluído. Outro ponto é que não sou só eu que presto esses serviços. Isso é algo comum em todas as emissoras do país, sem exceção. O Governo Federal precisa comunicar a população sobre fatos de interesse público como: vacinação, campanhas sociais, inserções de novas moedas no mercado, previdência e outros assuntos… E faz isso através de rádios, jornais, sites e TVs, sendo que nesse último caso, dentro de programas e usando a imagem de apresentadores. Simples assim.

Então você não recebeu aleatoriamente dinheiro do governo. Foi prestado um serviço. É isso?

Com certeza! Fazer merchandising ou até campanhas para empresas privadas ou governamentais é uma das opções que nós temos de prestação de serviço dentro da nossa área. A matéria quis dar a entender que eu teria recebido porque seria uma apresentadora bolsonarista, essa até pode ser o olhar da jornalista, mas essa não sou eu. Essa não é a Luciana Gimenez. Primeiro, eu sou uma apresentadora e ponto. Dito isso, é importante lembrar que tenho uma carreira de 20 anos e não uma carreira que começou de 3 anos para cá. Não concordo uma mulher querer reduzir outra a uma coisa só, aliás, temos que ser unidas e nos proteger, porque somos um corpo político em constante ataque. Sem contar que é extremamente machista colocar a mulher à sombra de um homem e isso eu nunca vou aceitar! Segundo que não recebi dinheiro do nada. Eu prestei um trabalho honesto e fui paga por ele. Emiti nota fiscal, paguei meus impostos e tenho tudo comprovado desde o primeiro trabalho que fiz, lá em 2004. Ao invés da clareza, é sempre mais fácil sugerir algo, deixar nas entrelinhas das matérias como se algo escondido estivesse sendo feito. É um disparate uma pessoa que só estava prestando um trabalho ser alvejada. Acho que se vai expor os dados, o mínimo é que se mostre a realidade e não só fatos pincelados. Por que em momento algum foram citadas as campanhas que fiz de incentivo à vacinação, cuidados durante a pandemia e outros? Desqualificar a reputação de alguém é sempre mais fácil, mas é algo grave.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.