Liminar suspende indicação de Calheiros para relator da CPI da Pandemia

Renan Calheiros parabeniza Glenn Greenwald 768x512 1

Zambelli argumentou que a indicação de Calheiros afronta a moralidade administrativa.

A 2ª Vara da Justiça Federal de Brasília concedeu, nesta segunda-feira (26), liminar que suspende a eventual indicação do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para relator da CPI da Pandemia.

O pedido foi formulado pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP).

Na ação popular que levou à concessão da liminar, Zambelli argumentou que a indicação de Calheiros afronta a moralidade administrativa.

A deputada disse que Calheiros compromete a “imparcialidade que se pretende de um relator” porque ele responde a processos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF).

Na decisão, a Justiça Federal determina que o nome de Calheiros “não seja submetido à votação para compor a CPI em tela, e isso somente até a vinda da manifestação preliminar sua e da Advocacia Geral da União no caso”.

Em uma rede social, o senador Calheiros afirmou que vai recorrer e que a decisão é uma “interferência indevida” no Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.