Leila promete mais reforços até o Natal e quer disputar o Mundial com time muito competitivo

inbound4491444588988803703

O Palmeiras terá a chance de ganhar o Mundial de Clubes pela segunda vez em sua história. Em fevereiro, o Verdão estará em Abu Dahbi e vai disputar o torneio organizado pela FIFA.

Em sua primeira coletiva como presidente, Leila Pereira confirmou que o clube vai anunciar mais reforços até o Natal. A ideia é ter um time competitivo para buscar a cobiçada taça.

PUBLICIDADE

“O torcedor pode ficar de olho, pois até o dia 25 de dezembro nós vamos anunciar alguma coisa. Estamos trabalhando arduamente para isso, queremos ir ao Mundial com um time muito competitivo. Vamos buscar o nosso bicampeonato do Mundial”, disse.

Sobre o interesse do Palmeiras por Yuri Alberto, do Internacional, a empresária despistou e não quis comentar o assunto.

“Eu tenho solicitações que serão analisadas, estamos em busca de nomes, mas não vou falar, posso adiantar que buscamos jogadores mais jovens”, revelou.

Palmeiras e Crefisa: existe conflito de interesse?

Leila também falou sobre ponto polêmico: conflito de interesse. Como tornou-se presidente e é dona da patrocinadora, o tópico foi levantado por membros da oposição.

“Vou ver os interesses da Sociedade Esportiva Palmeiras. Até para prevenir esse tipo de problema renovamos o contrato de patrocínio ainda na gestão do nosso presidente Mauricio Galiotte. Não vejo problema absolutamente nenhum, não há conflitos de interesses entre ser dirigente e patrocinadora. Se vocês não sabem, existe um código da CBF, até decorei… Artigo 13, inciso 4, que diz claramente sobre isso: um dirigente pode também ser patrocinador,” disse.

+ “A minha gestão vai ser totalmente transparente”, promete Leila como presidente do Palmeiras

“O patrocinador está colocando recursos dentro do clube. Vocês precisam se preocupar com quem retira recursos do clube, não com quem coloca dinheiro no clube. A preocupação não tem que ser essa. Vários dirigentes que já passaram por aqui, que deram prejuízos ao clube, isso sim é conflito de interesse, utilizar recursos indevidamente,” adicionou.

“Eu nunca me envolvi, enquanto patrocinadora, em nenhuma decisão administrativa e técnica no Palmeiras. Eu tive meu papel como conselheira e patrocinadora. Tem muitos departamento e pessoas que não conheço aqui no clube. Eu vou mergulhar agora em todos esses detalhes, nunca dei minha opinião em nenhum assunto. Agora sim, sou patrocinadora e presidente,” finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.