Leila Pereira bate o Martelo e fala sobre Abel, Felipe Melo e reforços no Palmeiras

inbound4521381522284770670

Neste sábado, Leila Pereira confirmou o que todos já previam: foi eleita presidente do Palmeiras. A empresária conseguiu apoio da maioria dos associados e ganhou o direito de comandar o Alviverde pelos próximos três anos. Ela assumirá o posto no próximo dia 15 de dezembro.

O futuro do técnico Abel Ferreira é o que mais preocupa atualmente. Com diversas propostas de fora do país, o português sentará e analisará o seu destino. Tem contrato até o final de 2022, mas pode deixar a Academia de Futebol de assim decidir.

PUBLICIDADE

Leila e sua diretoria entendem que o Palmeiras precisa de Abel para ser vencedor. Por isso já existem esforços para trazer a família do técnico para o Brasil. Ele já disse em diversas coletivas que ficar sozinho no país tem incomodado.

“É de minha vontade que o Abel, nosso técnico, permaneça no meu projeto. Isto com certeza eu vou conversar com o Abel. Ele tem contrato conosco até o fim do ano que vem, e acho que ele é extremamente importante para o projeto que a gente tem,” disse ao ge.

+ Contra o Santos, Palmeiras também chegou na final da Libertadores com uma sequência ruim; relembre

Felipe Melo pode ganhar novo vínculo

O volante já se tornou ídolo da torcida do Palmeiras. Pelo seu desempenho em campo, é natural que receba algumas sondagens. O Galatassaray, da Turquia, e o Boca Juniors, da Argentina, surgem como potenciais interessados no futebol do atleta.

Leila revelou que conversará com o Abel e que a decisão da permanência será técnica. E o português já avaliou o caso e entende que Felipe Melo é extremamente importante para o elenco, dentro e fora de campo.

“O Felipe (Melo) é um jogador que não agrada só a mim, mas a todos os torcedores. É extremamente importante, somos gratos por toda a trajetória conosco. Com relação a qualquer jogador, a decisão vai ser técnica. Quando falar com o Abel, com a comissão, o que for definido por eles, será feito e encaminhado,” disse.

Sobre novos reforços, a empresária disse que quando estiver com a caneta nas mãos falará sobre planejamento e estrutura.

“Eu só tomo posse dia 15 de dezembro. Até lá, nosso presidente é o Maurício Galiotte. E dia 27 tem um dia muito importante para todos nós palmeirenses, com um jogo muito importante. Vou falar de planejamento, estrutura, após o dia 27, preferencialmente tendo a caneta no dia 15. Mas sem dúvida o Palmeiras vai ser cada vez mais forte, precisa de investimento para o futebol ser cada vez mais competitivo, e é para isto que estou aqui: para fazer o Palmeiras cada vez mais forte e mais vitorioso,” revelou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.