Lázaro Barbosa, suspeito de chacina, tem itens que indicam bruxaria e rituais, diz polícia

montagem

Imagens registram vários objetos pela casa. Em uma parede, a polícia encontrou a palavra ‘satanás’ escrita em inglês. Força-tarefa procura por criminoso há oito dias.

O delegado Raphael Barboza informou que a Polícia Civil encontrou itens que indicam bruxaria e rituais na casa de Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de matar uma família em Ceilândia, no Entorno do Distrito Federal. Fotos feitas pela corporação mostram vários objetos pela casa (veja imagens acima).

As imagens foram registradas na casa onde Lázaro morava, no distrito de Girassol, povoado de Cocalzinho de Goiás, onde também mora o pai dele. Há oito dias, mais de 200 policiais procuram pelo investigado, que fugiu três vezes da prisão e é acusado de diversos crimes (veja lista abaixo).

Em uma das paredes da casa está escrito “satan”, que traduzido do inglês ao português significa “satanás” (veja foto abaixo). O delegado investiga se Lázaro morava com alguém na casa e há quanto tempo ele residia no local.

“Ele leva para beira do rio, manda tirar as roupas e acaba matando”, disse o secretário durante entrevista coletiva.

A Polícia Civil encontrou itens que indicam práticas de bruxaria e rituais de magia negra na casa de Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de matar uma família em Ceilândia, no Entorno do Distrito Federal no último dia 9. As informações são do delegado Raphael Barboza. Fotos feitas pela corporação mostram vários objetos na casa (veja imagens acima).

O material foi encontrado na casa onde Lázaro morava, no distrito de Girassol, no povoado de Cocalzinho de Goiás, onde também mora o pai dele.

Em uma das paredes da casa está escrito “satan”, que traduzido do inglês ao português significa “satanás” (veja foto abaixo). O delegado investiga se Lázaro morava com alguém na casa e há quanto tempo ele residia no local.

Há oito dias, mais de 200 policiais procuram por Lázaro, que fugiu três vezes da prisão e é acusado de diversos crimes (veja lista abaixo).

De acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, Lázaro segue um ritual para matar suas vítimas. Ele informou que o criminoso é “psicopata” e tem facilidade de se esconder por ser mateiro e caçador.

Veja a cronologia de crimes, segundo a polícia:

  • 2007: Lázaro Barbosa foi preso em Barra dos Mendes, na Bahia, acusado de duplo homicídio. Secretaria de Segurança Pública diz que ele fugiu cerca de 10 dias após a prisão e é considerado foragido desde então.
  • 2009: Criminoso foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.
  • 2013: Laudo psicológico feito na Papuda descreve Lázaro como “psicopata imprevisível”, com comportamento agressivo, impulsivo, instabilidade emocional e falta de controle e equilíbrio.
  • Março de 2014: Prisão de Lázaro foi convertida para regime semiaberto.
  • 2016: Ele fugiu da Papuda.
  • 2018: Lázaro foi preso em Águas Lindas de Goiás, em cumprimento de três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro;
  • 23 de julho de 2018: Lázaro fugiu de Águas Lindas de Goiás.
  • 8 de abril de 2020: Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado, sendo indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio.
  • 26 de abril de 2021: Lázaro invadiu uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para um matagal e a estuprou.
  • 17 de maio de 2021: Ele fez uma família refém na mesma região, ameaçando os moradores com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até meia-noite, prendeu os homens no quarto e as mulheres tiveram que cozinhar e servir um jantar para ele.
  • 9 de junho de 2021: Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos.
  • 9 de junho de 2021: Roubou uma chácara em Ceilândia após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele.
  • 12 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até a terça-feira (15).
  • 13 de junho de 2021: Furtou um carro e o abandonou na BR-070 após avistar uma barreira policial, dando sequência à fuga para uma mata.

Força-tarefa

Policiais buscam por Lázaro desde o último dia 9 de junho. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Goiás, a operação conta com os seguintes recursos:

    Mais de 200 policiais federais, civis, militares e rodoviários federais;

  • Agentes utilizam uma plataforma de observação elevada, uma espécie de caminhão de vídeo monitoramento. O equipamento consegue fazer imagens de longo alcance e com câmera de infravermelho, que possibilita ver movimentação onde não tem iluminação;
  • Operação fechou um cerco de cerca de 10 km quadrados e criou barreiras nas estradas;
  • Policiais escoltam a região para garantir a segurança dos moradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.