Laudo do IML revela causa da morte do Youtuber Carlos Henrique

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte do youtuber Carlos Henrique Medeiros, 26 anos, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Segundo as investigações, Medeiros morreu em dezembro após usar cocaína e ter uma overdose. Um casal que estava na mesma casa onde o corpo foi encontrado será indiciado por ocultação de cadáver.

Medeiros contava com um canal de pegadinhas no YouTube, com quase 2 milhões de seguidores. A suspeita de que ele teria morrido enquanto fazia sᕮxo, após usar cocaína, foi confirmada por laudo necroscópico. O exame apontou que havia 31 mg/ml no sangue do influenciador —não foi detectado álcool.

O youtuber estava desaparecido desde o Natal, quando o corpo foi encontrado no quintal da casa de um vizinho, em 30 de dezembro. No dia seguinte, o casal Renan José, de 28 anos, e Caroline Mello, de 24, se entregou à polícia relatando o que teria acontecido.

Na ocasião, os dois disseram à polícia que Medeiros usou drogas durante a madrugada e passou mal enquanto tinha relação sᕮxual com a irmã de Caroline, que tem 16 anos. O casal teria de desesperado, optando por enterrar o corpo do rapaz. O influenciador e Renan eram amigos de infância.

Segundo o delegado Luís Hellmeister, da Delegacia de Polícia de Itapecerica da Serra, o casal será indiciado por ocultação de cadáver, e não por homicídio. Renan e Caroline estavam presos na própria delegacia e serão soltos.

De acordo com Hellmeister, Renan chegou a afirmar que está com medo da reação dos moradores da região e que, preso, se sentia ao menos seguro.