Jovem vira musa fitness após quase morrer em cirurgia para endometriose

9zvfhghh2m9gf2z3q1nfvihb3

Em 2011, aos 21 anos, Soph tinha suspeita de endometriose, uma doença em que o endométrio cresce para fora do útero, o que provoca cólicas violentas, dor durante relações sexuais e pode até levar à infertilidade. “Chegou num ponto em que a dor era tão intensa que eu vomitava e desmaiava”, relembra a musa fitness em entrevista à revista “Shape”.

Assim, sua médica marcou uma laparoscopia, um procedimento cirúrgico simples e pouco invasivo que remove o tecido que cresceu ao redor dos órgãos devido à doença. No caso de Soph, porém, os médicos acabaram perfurando seu intestino durante a cirurgia – sem perceber -, e ela quase morreu por conta disso.

“Ele não percebeu, nem eu. Passei uma semana me recuperando em casa [da laparoscopia]. Minha condição começou a se deteriorar bem rápido e, quando voltei ao hospital para remover meus pontos, fui, em vez disso, levada às pressas para a sala de cirurgia”, contou em seu Instagram.

Leia também: Sentir dor durante o orgasmo é normal? Ginecologista esclarece

Continua após a publicidade

À “Shape”, ela detalhou que estava com peritonite secundária, isto é, uma inflamação nos órgãos abdominais. “No meu caso, ela tinha se espalhado para o resto do corpo. As pessoas morrem dentro de algumas horas ou dias quando são diagnosticadas com isso. Não sei como eu sobrevivi por mais de uma semana. Tive muita, muita sorte”, afirma.

Soph passou os meses seguintes no hospital. Além de consertar a perfuração nos intestinos, os médicos viram que a inflamação havia passado para os pulmões da jovem, que precisou de uma nova operação.

“Meu corpo estava completamente fora do meu controle. Havia procedimentos surpresa todos os dias e eu não conseguia andar, tomar banho, me mexer ou comer”, diz.

Mudança de vida: virando uma musa fitness

Durante sua recuperação, Soph acabou pensando muito a respeito de sua saúde. Ela diz que sempre sua única preocupação era em ser magra, não forte, mas depois de meses numa cama de hospital, sentindo-se muito fraca, ela só queria se sentir saudável.

“Eu me cansava subindo dois degraus na velocidade de uma lesma, eu precisava descansar o dia inteiro, eu perdi toda a massa muscular que eu tinha. Desde então, tenho estado determinada em ser a versão mais saudável possível de mim mesma, mas demorou muito tempo para que eu chegasse onde estou hoje”, ela relata nas redes sociais.

Leia também: Largar a vida fitness é possível, mas não de uma só vez; entenda o porquê

Além do corpo que ela sempre sonhou, a musa fitness afirma que estar ativa ajudou-a com sua endometriose: hoje ela sente pouca dor durante a menstruação. Entretanto, o erro de cirurgia que quase custou a sua vida deixou marcas. Alguns dos nervos de Soph foram prejudicados e ela sente dor realizando alguns movimentos, além de ter ficado com uma grande cicatriz no abdômen.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.