Jovem morta após pedir divórcio buscou ajuda da mãe: “Medo da reação dele”

Merin Izabel Ribeiro Padilha, de 24 anos, pediu a ajuda da mãe para sair de casa no dia em que foi morta a tiros em Ivaí, nos Campos Gerais do Paraná. O crime foi registrado no sábado (6) e o marido da vítima é o principal suspeito. Prints da troca de mensagens entre mãe e filha mostram que Merin temia pela própria segurança (veja no carrossel).

De acordo com os prints, a jovem havia decidido acordar o marido por volta das 5h e pedir o divórcio. Pouco antes, já na madrugada, ela confessou à mãe que estava com medo do que o companheiro faria. “Mãe, ora pra mim aí, que está quase na hora”, escreveu a jovem. “Tô com medo da reação dele. Tô com medo do que ele vai tentar fazer”, disse. “Eu quero ir embora”, comentou ainda Merin.

A vítima pediu ajuda da mãe para buscar suas roupas, e frisou novamente o temor que sentia. “Tenho que tirar minhas roupas. Se não é perigoso eles fazer alguma coisa pra mim”, contou Merin. A mãe tentou acalmar a filha, pedindo para ela rezar. Depois, a mãe disse que o marido de Merin não ia deixar que ela fosse embora, ao que a filha respondeu: “Não preciso da permissão dele”.

Horas depois a mãe mandou uma nova mensagem, que não foi mais respondida pela filha. Merin foi assassinada a tiros dentro de casa, na manhã de sábado. O marido, suspeito do crime, fugiu e não foi localizado até esta quarta-feira (10).

Fonte :