dentro

Jovem luta pela vida após ex-marido jogá-la de ponte de 15 metros de altura

A jovem Alexia Chrysler Ribeiro Pedroso, de 21 anos, está lutando pela própria vida após ser jogada da ponte da avenida 7 de Setembro, no Centro de Manaus, de uma altura de cerca de 15 metros. Ela sofreu uma tentativa de feminicídio no último sábado (20) e o suspeito do crime é o próprio companheiro, Emanuel da Silva Bruce, de 20 anos, que nega. A vítima está na UTI do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto com múltiplas fraturas e ferimentos pelo corpo.

De acordo com familiares da vítima, que se reuniram para pedir ajuda para os custos do tratamento, o pai de Alexia conseguiu chegar no momento que ela era atendida e a mesma disse que tinha sido o companheiro o responsável por fazer aquilo. O casal tem um filho de 3 anos de idade.

A moça teria sido jogada da ponte após uma briga com Emanuel, supostamente motivada por ciúmes, após ele ver Alexia conversando com um conhecido numa festa onde os dois estavam. “Ele ficou com raiva por ter visto minha filha conversando com outra pessoa. Chegou até meus ouvidos que ela teria sido agredida com um soco no rosto e deixado pra trás, mas na verdade ele esperou ela sair e a seguiu de moto até a ponte da 7 de Setembro. Lá ele teria empurrado ela de cima da ponte”, contou o pai de Alexia, Alexandre Felipe Pereira Pedroso.

Assim que caiu, a vítima recebeu ajuda de pessoas que passavam pelo local e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Alexandre conta que pegou um carro por aplicativo e chegou até a ponte, onde encontrou a filha sendo atendida. Para ele, ela teria pedido perdão. “Pai, me perdoa. O Emanuel me jogou da ponte”, relembrou ele.

Emanuel se apresentou numa delegacia da cidade e negou ter empurrado a companheira. No entanto, ele foi preso por conta da confissão da jovem. O caso segue sendo investigado e Alexia continua hospitalizada. Ela já passou por diversas cirurgias.

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.