Jovem de 21 anos morre engasgado depois de comer pedaço linguiça

download 15

Família do rapaz ainda tentou realizar os primeiros socorros até a chegada de uma equipe do Samu, mas ele acabou não resistindo e morreu

MANAUS – O conhecimento em primeiros socorros pode ser a diferença entre salvar uma vida ou presenciar uma fatalidade. Em Manaus, um caso de engasgamento resultou na morte do estudante Jhonatas Duarte Souza, de 21 anos.

O jovem, segundo familiares, estava na própria casa, no bairro Presidente Vargas, Zona Sul de Manaus, na madrugada deste domingo (16). Durante o jantar, o estudante se engasgou com um pedaço de linguiça.

A família do rapaz, de prontidão, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e tentou o socorrer, mas Jhonatas não resistiu até a chegada de uma equipe do Samu. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Quase uma tragédia

Um caso semelhante que quase terminou em tragédia ocorreu com uma menina de 1 ano de idade, que apresentava quadro de engasgamento em Humaitá (distante 590 quilômetros de Manaus) no Amazonas.

A criança foi salva por policiais militares, que foram acionados por uma moradora em desespero, pedindo ajuda e com o bebê nos braços, desacordado.

Os militares desembarcaram e rapidamente iniciaram os procedimentos de primeiros socorros para reanimar a criança. Durante a ação, a genitora relatou que ela estaria engasgada com saliva e catarro, o que foi observado pelos policiais.

Os militares então aplicaram a manobra de Heimlich, na qual se utilizam as mãos para pressionar o diafragma de uma vítima engasgada, de forma a provocar tosse. No caso da criança, a técnica foi aplicada com extremo cuidado, para que a respiração retornasse.

Os militares também acionaram uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (Samu), que rapidamente chegou ao local e concluiu os procedimentos, desobstruindo totalmente as vias respiratórias da criança. A bebê expeliu secreções e voltou a respirar normalmente.

Os militares ainda prestaram assistência e apoio à criança e à mãe, tranquilizando e conduzindo as duas à unidade hospitalar regional de Humaitá, para os demais protocolos do atendimento médico. Conforme as informações da unidade de saúde, mãe e criança passam bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.