João recusa desculpas de Rodolffo no BBB21: 'Não estou bem e não tá nada bem'

João Luiz Pedrosa demonstrou que não pretende aceitar as desculpas de Rodolffo Matthaus tão cedo após o sertanejo ter feito um comentário racista em relação ao seu cabelo no BBB21. “Não estou bem e não tá nada bem”, afirmou o professor depois que o cantor tentou se aproximar na tarde desta terça-feira (6). Ao lado de Caio Afiune no quarto Cordel, o artista abordou o educador: “João, te magoei com meu comentário, cara. Não fiquei confortável com isso. [Que] a gente pelo menos tente manter uma relação. Já te elogiei para caralho em relação à sua beleza, seu estilo”.

O sertanejo, então, voltou a citar seu pai, conforme havia feito ontem em conversa com Camilla de Lucas: “Uma das primeiras frases que falei aqui foi sobre isso, que meu pai usava cabelo desse jeito quando jovem. Elogio você para a casa inteira, sua personalidade, seu talento, sua índole, seu jeito de ser”.

“Não quero que fique nada mal resolvido entre a gente, não. Desculpa”, concluiu Rodolffo. João Luiz respondeu: “Não sei se eu posso te dar a resposta exata que dou de desculpa, porque não estou bem e não tá nada bem. Mas o tempo talvez resolva.”

No último sábado (3), o cantor comparou o cabelo do professor com o da peruca do monstro de homem das cavernas vestida por ele e Caio Afiune: “Quase igual ao [cabelo] do João”. A brincadeira foi apontada como sendo racista, e a própria equipe do sertanejo se pronunciou.

“Pedimos desculpas em nome do Rodolffo pelo comentário. Sabemos que não foi dito na maldade, mas que isso acaba, sim, ferindo a alguns. Como o Rodolffo mesmo já falou diversas vezes lá dentro, ele pede pra ser avisado quando falar algo que não é legal ser dito. Isso não ocorre lá dentro, ele nunca fica sabendo que magoou alguém”, alegou o perfil do cantor.

Juliette Freire também fez comentários no mesmo sentido: “É, esse cabelo é um blackpower”. “Não é, é diferente”, respondeu João na ocasião. A paraibana tentou consertar: “Não é um black power, mas se tivesse curto, bem feitinho e aparado”.

Posteriormente, João Luiz chorou ao falar sobre a situação para Camilla: “Ele estava fantasiado de homem das cavernas e associou uma peruca de homem das cavernas ao meu cabelo. Isso foi muito chato. Ele falou: ‘Ah, o meu cabelo está igual ao do João”. O fato também foi citado pelo professor para votar no sertanejo durante a formação do paredão de domingo (4) no confessionário.

Durante o Jogo da Discórdia, João expôs a sua revolta com Rodolffo, que se justificou: “Se todo mundo observou como era a peruca do monstro, acredito que era um pouco semelhante”. “Naquela hora eu me calei, mas você não sabe o quanto que aquilo me machucou. Não adianta vir com desculpas! Estou cansado. Não estou em um desenho animado! Tem osso no meu cabelo?”, rebateu o professor. 

Depois, em conversa com Juliette, Rodolffo disse estar sendo perseguido por João Luiz: “Guardar essa informação, guardar esse acontecimento para um destaque maior no ao vivo… Ele quer com todas as forças que eu saia do programa. Eu não sei qual é o incômodo do cara”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.