dentro

Jessilane Alves revela 'prejuízo' após BBB 22. "Saí mais pobre que entrei"

Jessilane Alves, que participou do Big Brother Brasil (BBB 22), contou detalhes sobre como está a vida financeira. A professora afirma que não conseguiu obter lucro com trabalhos pós-confinamento.

“Saí mais pobre do que entrei. Se não fosse o prêmio de R$ 100, sairia devendo”, contou ela ao podcast Pod Pah, transmitido no Youtube na terça-feira (7).

A professora ainda contou que não é possível se manter com o dinheiro de ações publicitárias nas redes sociais.

“Cada trabalho que vai chegando, eu vou executando e demora alguns dias para receber. Então eu estou quase que na mesma”, contou ela.

“Vou construir esse prêmio [R$ 1,5 milhão do BBB] ao longo do tempo”, finalizou Jessi.

Durante o confinamento da casa mais vigiada do Brasil, a maré de azar por não ganhar as provas foi um dos destaques de Jessilane. A ex-sister faturou R$ 100 mil numa dinâmica, exatamente a que definiu o paredão falso.

A professora utilizou desse cachê para quitar a dívida com o Fies, programa de financiamento estudantil do governo federal.

Na época, foi motivo de comemoração por não estar com o nome mais negativado: “Gente, meu Deus, vocês não acreditam! Acabei de sair do banco e adivinha: Quitei o Fies“.

“Daqui a cinco dias úteis meu nome não vai mais estar naquela linha de proteção de crédito, estou passada!”, vibrou em uma sequência de stories do Instagram.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.