dentro

Idosa de 75 anos é assassinada dentro de hospital

Uma idosa, de 75 anos, foi assassinada dentro de um hospital em Goiânia. Segundo a polícia, ela foi asfixiada por um homem que entrou na unidade de saúde se passando por parente da vítima. 

Neuza Cândida estava internada no Hospital de Urgências havia dois meses. Segundo a filha, a idosa sofreu uma queda, que provocou um coágulo no cérebro, e se recuperava de uma cirurgia na cabeça. 

A vítima foi morta asfixiada dentro da enfermaria, onde estavam mais três pacientes. Segundo testemunhas, um homem transᕮxual teria ouvido um pedido de ajuda e entrou no quarto. Ele foi limpar a boca da idosa, mas acabou tampando o buraco da traqueostomia, fazendo com que a vítima parasse de respirar. 

O homem foi preso ainda dentro do hospital. A filha de Neuza contou que tinha recebido uma ligação avisando sobre uma pessoa que havia se identificado como parente da idosa e disse que não autorizou a visita de ninguém à mãe. 

A Polícia Civil deve intimar os funcionários do hospital a prestarem esclarecimentos. A direção da unidade de saúde lamentou o ocorrido, disse que está revisando integralmente os protocolos de segurança e que presta total assistência à família da vítima. VEJA A REPORTAGEM:

Relatório

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.