Huck culpa governo pela morte de Paulo Gustavo

luciano huck 1 868x644 1
Luciano Huck, Host, Rede Globo, Brazil, Kishore Mahbubani, Senior Adviser and Professor in the Practice of Policy, National University of Singapore, Singapore speaking during the Session "Rebuilding Societal Trust in Latin America" at the Annual Meeting 2019 of the World Economic Forum in Davos, January 25, 2019. Congress Centre - Salon. Copyright by World Economic Forum / Sandra Blaser

O apresentador Luciano Huck culpou as ações do governo brasileiro na pandemia pela morte do comediante Paulo Gustavo. Falou durante o programa “Caldeirão do Huck” nesse sábado (8.mai.2021).

“Foi uma partida injusta porque poderia ser evitada. Se o Brasil tivesse levado a sério essa pandemia desde o começo, hoje todos nós já estaríamos vacinados. E o Paulo não teria partido”, disse o apresentador, que é frequentemente cotado como futuro candidato a presidente.

Huck ainda citou os Estados Unidos, dizendo que o país mudou o jeito de encarar a pandemia após a saída do republicano Donald Trump da Casa Branca. “Eles tiveram a sabedoria de ouvir a ciência e mudaram os rumos. Em três meses, vacinaram a população. Agora, a Broadway anunciou que vai reabrir suas cortinas. Aqui, seguimos chorando nossos mortos. É muito revoltante”.

Paulo Gustavo morreu em 4 de maio por complicações da covid-19. Diversos políticos, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, lamentaram a morte do ator, que recebeu ainda homenagem no Congresso Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.