Homem sobe em capô de carro e agride mulher durante briga de trânsito

Sem titulo 224

Um acidente leve de trânsito terminou em uma confusão generalizada em uma rua de Taguatinga (DF). Um dos envolvidos chegou a subir no carro e pular no capô, quebrar o para-brisa e amassar o teto. Antes, o homem agrediu uma mulher, puxando o braço da motorista.

O agressor teria se irritado com um arranhão na lataria do veículo após a leve colisão. De acordo com a mulher que dirigia o automóvel, não houve colisão e o agressor fechou o carro e começou a gritar. A motorista disse que disponibilizou o telefone para arcar com o prejuízo, mas, depois, o homem a seguiu no trânsito e deu início às agressões.

Além da vítima, a mãe dela e duas irmãs de 17 e 19 anos estavam no carro. A mãe desceu para ajudar a filha e quase foi agredida, além de contar que a família foi vítima de xingamentos preconceituosos e racistas. “Ele estava com tanto ódio que eu acho que se ele tivesse uma arma naquele momento ele teria matado, teria atirado. Ele ficava xingando de preta, noiada foi muito difícil”, afirmou Cristiane Ferreira, mãe da motorista.

O caso foi registrado como injúria, lesão corporal, dano e acidente de trânsito sem vítima. O motorista que agrediu e danificou o veículo da família também registrou ocorrência, acompanhado de dois advogados. A vítima das agressões, Paula Paiva, fez exame de corpo de delito e o carro será periciado.

VEJA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.