Homem que tentou estuprar as três filhas é executado a tiros na Zona Oeste: Veja

Um homem identificado como Noel Machado Rodrigues foi assassinado a tiros na noite deste sábado, 18, na Rua Santa Luzia, bairro da Compensa, Zona Oeste de Manaus.

A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) era envolvido com o tráfico de drogas e estava desaparecido de sua casa desde o começo do mês de novembro.

O motivo de Noel Machado estar foragido, segundo versão da própria família, foi pelo dele ter tentado estuprar as próprias filhas que têm 10, 12 e 13 nos de idade, segundo informou a mãe das meninas.

No dia que aconteceu a tentativa de estupro, exatamente no dia 4 de novembro, a polícia foi acionada, mas o pai tarado que haia sido denunciado conseguiu fugir do flagrante delito.

 Quando souberam que Noel havia se drogado, entrado em casa e tentado estuprar as filhas os próprios traficantes daquela área do bairro da Compensa ameaçaram matar Noel Machado.

 O homem ficou desaparecido esse tempo todo e possivelmente achando que seu crime já havia sido esquecido voltou ao bairro neste sábado e foi assassinado na frente de uma lanchonete.

Os policiais da DEHS suspeitam que alguém avisou os traficantes que Noel estava no bairro e um pistoleiro deve ter recebido a ordem para ir atrás dele e executá-lo.

Uma das testemunhas relatou que dois homens chegaram na Rua Santa Luzia em uma motocicleta e o pistoleiro desceu da garupa de arma em punho e disparou sete tiros em Noel Machado.

A morte do homem que havia tentado estuprar as filhas foi instantânea e existe também a suspeita que na época que ele fugiu de casa pode ter ficado devendo dinheiro de drogas para os traficantes.

A ex-esposa de Noel esteve no local do crime e confirmou que ele tentou abusar sᕮxualmente das filhas que teve com ele e que realmente ele vinha tentando voltar para casa.

O corpo de Noel ficou estirado na frente da lanchonete por mais de uma hora e foi removido por volta das 19h40 com a chegada do carro tumba do Instituto Médico Legal (IML).

O corpo também foi periciado no local pela equipe do Instituto de Criminalística e as investigações seguem a partir de agora, por conta das equipes de policiais da DEHS.

VÍDEO NA FONTE 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.