Homem que matou mulher ao suspeitar que ela estava grávida de outro é preso em operação da Polícia Civil

1 whatsapp image 2021 08 10 at 07 33 46 22680908

Agentes da Polícia Civil, através da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) saíram às ruas na manhã desta terça-feira (10) para cumprir 85 mandados de prisão em todo o estado contra agressores de mulheres e acusados de feminicídio. 

Até agora, mais de 35 pessoas foram presas.Um dos presos é Júlio Cesar de Oliveira Souza, foragido da Justiça por ter matado a ex-companheira a facadas em 2012.

 Ele mantinha um relacionamento com Renata Miranda Cristino Nascimento, de 26 anos, que comunicou a ele que estava grávida. Júlio Cesar, então, marcou um encontro no bairro do Estácio e pediu o teste de gravidez. 

Ao responder que não tinha o teste em mãos naquele momento, Renata foi assassinada com golpes de faca no pescoço. O homem, à época lotado no 1° Batalhão de Guardas, foi condenado a 15 anos de prisão, mas estava foragido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.