Homem que comprou cobras venenosas para matar a esposa é condenado a prisão perpétua

homem mata mulher com cobra

Um homem indiano de 28 anos foi condenado a prisão perpétua por matar a própria esposa. Ele usou cobras como armas para atacar a mulher. As informações foram divulgadas pela BBC. O julgamento só aconteceu agora, mas os ataques foram no começo do ano. Suraj Kumar, de 28 anos, comprou cobras e armou para que elas atacassem Uthra.

Primeiro Suraj comprou uma víbora-de-russell, deu sedativos para a esposa e soltou o animal no quarto. Ela foi atacada e passou meses se recuperando. Na época ninguém suspeitou que se tratava de um crime. Em abril, quando Uthra ainda estava se recuperando, Suraj fez um novo ataque. Novamente deu sedativos para a esposa. E dessa vez levou ao quarto uma cobra naja indiana, comprada ilegalmente.

Ele teve dificuldades para fazer com que a naja atacasse Uthra, pois o animal só faz isso quando é atacada. Suraj precisou pegá-la pelo “capuz” e pressionar a cabeça perto do braço da mulher.
A mãe encontrou Uthra deitada na cama “com a boca aberta e a mão esquerda pendendo para um lado”. Suraj estava próximo, mas disse que não percebeu e que “não queria perturbar o sono dela”.

A vítima foi levada ao hospital, mas não resistiu e foi declarada morta por envenenamento. A família desconfiou de Suraj, então a polícia passou a investigá-lo. Descobriram como ele comprou as cobras e arquitetou os planos.

“Ele estava determinado a matá-la, pegar seu dinheiro e se casar com outra mulher. Ele planejou tudo meticulosamente e teve sucesso na terceira tentativa”, disse Apukuttan Ashok, o principal investigador do caso.

O promotor público Mohanraj Gopalakrishnan disse que Suraj “não mostrou remorso” sequer quando a pena de prisão perpétua foi decretada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.