Homem processa vidente porque ela não teria acabado com maldição lançada pela ex

images 2

Mauro Restrepo decidiu ir ao tribunal e exigir uma indenização de aproximadamente R$ 138 mil

Mauro Restrepo vive em Los Angeles, nos Estados Unidos, e decidiu processar uma vidente em 25 mil dólares (aproximadamente R$ 138 mil) porque ela disse que poderia remover uma maldição contra o seu casamento que uma ex-namorada teria encomendado a uma bruxa.

Restrepo disse que a vidente, Sophia Adams, prometeu-lhe que ele voltaria a ser feliz se lhe pagasse 5,1 mil dólares (mais de R$ 28 mil) para acabar com o feitiço.

Porém, depois de pagar mil dólares (cerca de R$ 5,5 mil), Restrepo não viu nenhuma diferença no seu casamento.

No tribunal, ele alegou que Adams teria dito a ele que, a menos que a maldição fosse removida, o azar arruinaria a vida de Mauro Restrepo, assim como a de sua mulher e de seus filhos.

Na denúncia, o homem disse que, depois disso, passava noites sem dormir e sofria de ansiedade e angústia porque a maldição não tinha sido removida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.