Homem chama caixa de supermercado de “preta” e é preso

Sem titulo 464

Um homem que não teve a identidade divulgada foi preso em flagrante pela Polícia Militar de Goiás depois de insultar de maneira racista uma caixa de supermercado no setor Marista, região nobre de Goiânia. A prisão ocorreu na noite de domingo (14/11).

Segundo testemunhas, o homem teria dito para a atendente do estabelecimento que não queria ser atendido por uma “preta”. Outros clientes chamaram o suspeito de racista e seguiram ele até o estacionamento, onde foi preso pela Polícia Militar (PM).

AdChoicesPUBLICIDADE

A técnica de enfermagem Thais Cruvinel, que estava no momento do crime acompanhada do namorado, disse que o homem gritou injúrias racistas para a funcionária enquanto era atendido no caixa do estabelecimento e em seguida saiu correndo.

Veja o vídeo da prisão:

“Ele falou assim: ‘Eu fico 30 minutos esperando, quando eu sou atendido é por uma preta, isso é um absurdo’. Depois começou a falar: ‘Sua preta’”, relata a cliente.

O coordenador de marketing Bruno Haringl, fez vídeos do momento da prisão. Ele disse que inicialmente, o homem falou que só iria com os policiais acompanhado de um advogado.

Beijinho

Vídeos mostram o suspeito de camiseta vermelha mandando beijinho e acenando para clientes que aplaudiram a ação policial. Pouco antes de entrar na viatura, um policial diz para o suspeito que ele poderá ser algemado.

“Você vai acompanhar a gente até a delegacia, a princípio sem algema, certo? A princípio. Se você resistir, o primeiro ato: você será algemado”, diz um policial.

O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. O caso foi registrado como crime contra a honra e injúria racial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.