Genro corta pescoço de sogra de 89 anos que tentou defender a filha e o neto de agressões

c 400 300 q 90 mulher traida flagra marido com a prima e parte para cima dos dois 3aaf2b12 4f3d 4fd3 a78e 325d5a0307c9

Ele ainda ameaçou policiais com uma faca e machucou vizinho que tentou ajudá-las

Um homem, de 21 anos, foi preso pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) na noite dessa segunda-feira (9) como principal suspeito de ter cortado o pescoço da sogra, de 89 anos, e de ter enforcado a companheira dele, de 21 anos, e o filho dela, de 5 anos. O caso foi registrado no bairro Jardim Montanhês, na região Noroeste de Belo Horizonte, Minas Gerais.

A PM informou que foi chamada para atender um caso de violência contra a mulher em uma residência no bairro Jardim Montanhês. Ao chegarem no local, os militares encontraram o homem do lado de dentro da casa, mas próximo ao portão, bastante agitado, segurando duas facas e ameaçando os agentes, que tentavam conversar com ele. Diante da falta de diálogo com o homem, os policiais solicitaram apoio ao BOPE.

Nesse momento, o homem voltou para o interior da residência e começou a quebrar móveis e objetos da casa enquanto gritava: “Eu vou matar, eu vou matar”. Em seguida, os policiais ouviram gritos de socorro vindos de uma mulher. Temendo que o homem pudesse ter machucado alguém, os agentes entraram no imóvel e viram que ele havia golpeado a sogra, de 89 anos, com uma facada no pescoço.

Para imobilizá-lo, os militares acertaram-no com uma arma de choque e conseguiram tomar a faca dele quando estava prestes a golpear a mulher pela segunda vez. O homem foi algemado, e os policiais prestaram os primeiros socorros à idosa, que foi encaminhada para o Hospital Municipal Odilon Behrens.

Idosa tentou defender filha e neto

Depois de socorrer a idosa, os policiais conversaram com a filha dela, uma jovem de 23 anos. Ela contou que mantém um relacionamento estável e que mora com o homem há oito meses. Relatou ainda que, na noite de segunda, os dois saíram para um bar no bairro Caiçaras, onde consumiram três cervejas.

Depois de chegarem em casa, o homem voltou a sair e ficou fora por cerca de meia hora para comprar cigarros. A mulher contou que, depois de ele retornar à casa, tomou um banho e começou a esganar o filho dela, um menino de 5 anos. Diante disso, a jovem começou a pedir por socorro e a lutar para que ele soltasse a criança.

Nesse momento, a idosa, que é vizinha da filha, chegou para ajudá-los. Finalmente, o homem soltou a criança, mas começou a enforcar a companheira dele. A idosa e o neto saíram em direção à casa de um vizinho, de 58 anos, para quem pediram socorro. O homem entrou na casa e encontrou a jovem quase desfalecida, mas conseguiu tirar o rapaz de cima dela. Ele acabou sendo ferido também.

Depois da agressão, a mulher se escondeu com o filho dentro de um banheir, e acabou perdendo a mãe de vista.

Permaneceu em silêncio

Depois de ser imobilizado, os policiais tentaram colher o depoimento do homem, mas este preferiu permanecer em silêncio. Ele também foi levado ao hospital e liberado em seguida para a delegacia.

A perícia foi até o local onde apreendeu as duas facas e um cabo de madeira utilizados no crime. A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Atendimento à Mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.