Garota indígena foi embebedada, arrastada e abusada em MS

IMG 20210813 121245

Cinco homens confessaram que embebedaram, estupraram e jogaram de um penhasco uma garota indígena Guarani Kaiowá, de 11 anos. Entre os acusados, estão o tio da criança e três adolescentes.

Segundo informações da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, dois adolescentes arrastaram a menina de sua casa até um local próximo ao penhasco. Eles foram os responsáveis por embebedá-la. Lá, um homem e outro adolescente estavam à espera para estuprá-la.

O tio da vítima chegou algum tempo depois e também a violentou. A menina chegou a desmaiar durante os abusos, e, quando acordou, começou a gritar e dizer que denunciaria os abusadores. Neste momento, eles decidiram jogá-la do penhasco de 20 metros de altura.

A criança foi encontrada sem vida em uma região localizada na aldeia Bororó, em Dourados, Mato Grosso do Sul. Todos os acusados responderão por estupro de vulnerável, homicídio qualificado e feminicídio. Nesta quinta-feira (12/8), duas pessoas tiveram prisão preventiva decretada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.