Fim dos tempos: Mãe esfaqueia filha de 3 anos e a joga ainda com vida em rio.

Captura de Tela 2021 11 29 as 19.01.17

IML disse que, apesar dos ferimentos provocados pelas facadas, a causa da morte de Manuella Minuto Aguiar foi por afogamento. Avô contou à polícia que a mãe da menina disse que a filha estava no céu, informando depois onde havia jogado a criança.

O laudo do Instituto Médico Legal em Macaé (RJ) apontou que Manuella Minuto Aguiar, de 3 anos, morreu por afogamento, indicando, portanto, que a menina foi jogada ainda viva no Rio Macaé após ter sido esfaqueada, segundo a polícia, pela própria mãe, de 25 anos, presa neste domingo (28).

O delegado Victor de Azevedo, da 128ª DP de Rio das Ostras, disse que, em depoimento, o avô da criança contou que por volta das 7h30 do domingo foi até a casa da filha e não a encontrou. O avô disse que estava preocupado porque, nos últimos dias, a filha apresentava surtos psicóticos.

Ainda de acordo com o delegado, ao retornar para casa, o avô da vítima encontrou a filha de bicicleta sem a neta no bairro Barra Mares. Ele questionou onde estava a menina e a mulher respondeu que a menina estava no céu e que tinha jogado o corpo no Rio Macaé.

O avô da criança foi até o local informado pela filha e acionou o Corpo de Bombeiros. O corpo foi encontrado na Praia do Barreto. O avô foi até a praia e reconheceu o corpo da neta.

 Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo foi encaminhado para o IML de Macaé por volta das 11h45 do domingo.

 Ainda de acordo com o bombeiros, a criança já estava sem vida quando a equipe chegou ao local após pedido de ajuda de uma pessoa que passava pela praia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.