Felipe Melo quebra Silêncio e revela o que acha sobre seu futuro

inbound5875477013152825776

Felipe Melo concedeu entrevista ao canal argentino TyC Sports e relembrou o sofrimento que viveu nas tribunas do Allianz Parque enquanto assistia a Palmeiras x River Plate, pela semifinal da Libertadores do ano passado.

 

Recuperando-se de uma fratura no tornozelo à época, o camisa 30 não jogou o confronto, em que o Verdão abriu 3 a 0 na Argentina, mas perdeu por 2 a 0 em casa e passou imenso sufoco para se garantir na decisão, em que venceria o Santos por 1 a 0, no Maracanã

– Quando termina a partida, subi um vídeo no meu Instagram gritando. Eu estava cagado, não acreditava no que aconteceu. Acaba o primeiro tempo 2 a 0, e eu sofrendo. Começa o segundo tempo e sai o 3 a 0, mas o VAR anula o gol. Expulsaram um jogador do River (Rojas) e acreditei que ficaria tranquilo, que vamos fazer um gol e sai um pênalti para o River. Eu chorava e me cagava todo na tribuna. E o VAR anula o pênalti e no fim foi um grito de misericórdia: “Acabou”. O River tem uma grande equipe, e com esta partida sabíamos que seríamos campeões, com todo respeito ao Santos – contou

O árbitro de vídeo teve participação decisiva para corrigir duas marcações no campo: primeiro identificou o impedimento de Borré na origem da jogada do que seria o terceiro gol do River e depois reverteu a marcação de um pênalti de Alan Empereur em Matías Suárez.

 

Ao fim da partida, Felipe Melo postou o vídeo em suas redes sociais, gritando bastante. No vestiário, ele também era um dos mais animados para receber o grupo logo após a dramática classificação.

Com contrato até o fim deste ano, Felipe Melo sabe que seu futuro depende da próxima gestão. Maurício Galiotte já o comunicou de que não irá renovar o vínculo, mas haverá eleição presidencial em novembro – a conselheira e patrocinadora Leila Pereira por enquanto é a única confirmada no pleito.

O jogador de 38 anos de idade ainda diz que deseja continuar no Verdão, mas na entrevista voltou a falar com carinho sobre o Boca Juniors, equipe com a qual já disse ter uma identificação.

 

– Eu estou muito contente aqui no Palmeiras. Meu contrato termina em 31 de dezembro e não sei o que vai acontecer. Gostaria muito de ficar um ou dois anos mais e me aposentar – explicou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.