“Faraó dos Bitcoins” mulher dele foi presa nos Estados Unidos

 

A Polícia Federal (PF) anunciou nesta sexta-feira (26) que prendeu a mulher do empresário Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins”, nos Estados Unidos. Mirelis Yoseline Diaz Zerpa foi detida em Miami, na Flórida, por agentes do FBI, a pedido da PF.

Glaidson é acusado de comandar um esquema de pirâmide financeira que movimentou mais de R$ 38 bilhões com a promessa de lucros exorbitantes com investimentos em criptomoedas. Ele foi preso em agosto de 2020 no Rio de Janeiro e está em prisão preventiva.

Segundo a PF, Mirelis era sócia e braço direito de Glaidson na empresa GAS Consultoria Bitcoin, que oferecia rendimentos de até 15% ao mês aos clientes que aplicassem seus recursos na empresa. A PF afirma que a empresa não tinha autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para operar no mercado financeiro e que usava contas bancárias de laranjas para movimentar o dinheiro dos investidores.

A PF informou que Mirelis foi indiciada pelos crimes de gestão fraudulenta, organização criminosa, lavagem de dinheiro e emissão e venda irregular de valores mobiliários. Ela será extraditada para o Brasil para responder à Justiça.

A operação que resultou na prisão de Mirelis foi batizada de “Kryptos” e contou com a cooperação internacional entre a PF e o FBI. A PF disse que segue investigando o esquema e que outras pessoas podem ser presas nos próximos dias.