Ex-prefeito de Manaus diz que livrou Omar Aziz de ser condenado por pedofilia

12

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, fez uma publicação na última quinta-feira (29) em seu Instagram apontando uma dura crítica ao senador Omar Aziz. Virgílio Neto acusa o presidente da CPI da Pandemia de ser “malandro municipal” e afirma que, a pedido da mãe de Aziz, livrou o congressista da acusação de pedofilia.

Na legenda da publicação, o ex-prefeito diz que o senador Omar Aziz é uma das pessoas mais perversas que já conheceu.

Virgílio Neto, além dizer que Aziz “não tem amigos, tem apenas instantes de amizade”, afirma ainda que livrou o senador de uma grave acusação de pedofilia.“A pedido de sua mãe, respeitável e querida senhora, aceitei, acreditando somente nela, envolver-me na luta da CPI da Pedofilia. Minha não interferência seria sua morte política, uma dura condenação penal e a desmoralização completa, num destino que só deve caber a um pedófilo de verdade”, concluiu

 Até o momento, o senador Omar Aziz não se posicionou sobre o assunto. O Terça Livre entrou em contato com o gabinete do senador e aguarda resposta. 

O analista político Carlos Dias, durante o Boletim da Manhã de sexta-feira (30), ressaltou a gravidade da acusação e, portanto, a necessidade de uma resposta por parte do senador Omar Aziz.

“Ele recebe ataques de todos os lados e coincidentemente são repetições da mesma acusação, mas só com interpretações diferentes”, apontou o analista político. “É importante que se apure isso, além de ser mais uma responsabilidade para o senador Rodrigo Pacheco”, acrescentou.

Além disso, Dias também destacou um lado positivo da CPI da Pandemia: colocar em evidência personalidades como a do senador Aziz. “Essa CPI está sendo muito importante. Porque, mesmo com um lado negativo, nós estamos vendo essas personalidades políticas do país sendo expostas”, concluiu Dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.