Ex-pastor obrigava garota de 11 anos a tomar a pílula do dia seguinte após estupros, dizendo que ela voltaria a ser virgem

1 policia civil divulga imagem de suspeito de abusar tres jovens no df 6962079

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou, na tarde desta terça-feira (26/10), a imagem de Edson Martins de Souza, 39 anos, suspeito de abusar de três adolescentes, o que motivou o pedido de prisão por autor estupros de vulnerável. O caso está com a 8ª Delegacia de Polícia (SIA), e o autor está foragido e existe a possibilidade de que haja outras vítimas.

De acordo com a corporação, as famílias das vítimas tinham relação de amizade com o suspeito, o que facilitou a aproximação do mesmo. Após estuprar as adolescentes, em duas oportunidades, Edson exigia que elas ingerissem a pílula do dia seguinte (método contraceptivo), dizendo que elas “voltariam a ser virgens”.

O homem ameaçou as jovens e as famílias para que se mantivessem em silêncio. A divulgação tem o objetivo de colher novas vítimas. Uma das vítimas conta que foi abusada por Edson quando tinha apenas 8 anos de idade. “Em todas as oportunidades, elas foram surpreendidas. Numa delas, ele pediu que fosse até a casa para lavar uma louça. Enquanto (uma das vítimas) se encontrava sozinha, ele a forçou e a estuprou”, explica a delegada-chefe da 8ª DP, Jane Klébia.

Em outro caso recente, na manhã do dia 1º deste mês, dois homens foram presos pela PCDF, acusados de pedofilia. Eles foram detidos durante uma operação conjunta da Divisão de Operações Especiais (DOE) e da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2).

A operação “Erê” foi desencadeada após investigações apurarem a conduta de dois infratores, envolvidos com abuso sᕮxual, estupro de vulnerável e pedofilia. O primeiro preso, 45 anos, vinha abusando da própria enteada de 12 anos. Os abusos ocorriam há quatro anos, sendo que o criminoso fotografava partes íntimas da vítima e praticava diversas formas de abusos sexuais, incluindo estupro.

O segundo preso, 37 anos, é um ex-pastor evangélico acusado de abusar sᕮxualmente de pelo menos uma criança de 11 anos. De acordo com a PCDF, a menina relatou os abusos, que duraram vários anos, a uma professora em uma carta entregue à família. A criança tentou se matar por causa das agressões sofridas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.