“Eu vou aonde me convidam”, diz Daniela Araújo após ter cantado em igreja gay

Cantora gospel Daniela Araujo Reproducao

A cantora gospel Daniela Araújo se manifestou pela primeira vez após ter se apresentado na Igreja Cidade Refúgio, em São Paulo.

A ida da artista no ministério liderado pela pastora Lanna Holder e sua companheira, a pastora Rosânia Rocha, gerou muita polêmica, sobretudo, entre os líderes religiosos mais tradicionais.

Em uma entrevista recente ao “Transformados Podcast”, Daniela Araújo disse que entendeu que estava fazendo algo que levou o amor de Deus, pois muitos cantores rejeitam o convite para cantar no ministério.

A cantora disse ainda que, para ela, não tem nenhum problema ir em uma igreja homoafetiva, católica, ou no centro de camdomblé, contanto que o seu chamado seja respeitado.

“Eu entendi que eu realmente estava fazendo algo que levou o amor de Deus pra elas, pra todos os que estavam lá. E sim, eu não vejo problema nenhum, eu ir numa igreja homoafetiva, ou eu ir num centro de macumba, ou eu ir numa igreja católica, já cantei em várias igrejas católicas. Eu vou aonde me convidam, contanto que respeitem o meu chamado o meu trabalho, não me façam não falar alguma coisa por conta das normas deles respeitando a minha fé, eu vou”, disse a artista.

Algo errado com esse post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.